2º FESTIVAL LEM GASTRONOMIA - BA


    Durante os dias 01 à 04 de outubro, a cidade Luís Eduardo Magalhães - BA, receberá chefs renomados e profissionais altamente especializados para compartilharem as suas experiências com público e apresentam preparações gastronômicas com ingredientes regionais no II Festival LEM Gastronomia.

    Será um evento de celebrações da gastronomia, de boas rodas de conversa, música e arte. Aulas Show com Chefs convidados, oficinas gastronômicas e rodas de conversas temáticas; feira expositiva de produtos alimentícios e de equipamentos para bares, restaurantes e hotéis; feira de produtos da agricultura familiar e da rede de economia solidária; apresentações de grupos culturais nativistas gaúchos e nordestinos; área de lazer infantil e uma tenda de shows, irão compor o cenário deste evento que pretende mexer com os corações evocando a memória afetiva dos brasileiros do oeste da Bahia através da boa cozinha.

     As atividades gratuitas, que já estão disponíveis no site do II Festival LEM Gastronomia, incluem oficinas técnicas, aulas show, palestras, rodas de conversa e tachadas. O evento contará com aproximadamente 60 atividades.

    Estão programadas aulas que ensinam técnicas de alimentos como cortes de ovinos, aves e defumação de peixes, além de apresentações que envolvem a culinária baiana, mineira, paulista, pernambucana, goiana, e até mesmo internacional como a gastronomia japonesa e iraniana.

     Este ano os chefs terão uma missão ao apresentarem seus pratos; deverão utilizar no mínimo 80% de ingredientes produzidos na região para compor as suas receitas. "A utilização dos insumos locais nas aulas show e oficinas, pelos chefs é visto como um grande incentivo a gastronomia regional", afirma o prefeito de Luís Eduardo Magalhães, Humberto Santa Cruz, ao perceber o Festival como um grande evento que interliga todos os setores de serviço e restaurantes da cidade.

     Castanha de Barú, foi muito utilizada pelos chefs no Festival LEM Gastronomia. O seu sabor é incrível. O gosto é semelhante ao amendoim e a castanha de caju, mas o fruto se distingue pelo sabor mais acentuado, como se tivesse sido um pouco mais torrado que o habitual.

    E além da iguaria, nativa do cerrado brasileiro, ser saborosa e nutritiva, apresenta grande potencial antioxidante. Significa que ela ajuda a combater processos inflamatórios e doenças crônico-degenerativas, tais como artrite, câncer, diabetes, hipertensão e enfermidades cardiovasculares.

     O Festival é uma realização da Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães, da Escola de Culinária Rosa Gonçalves e movimentará a economia do município de Luís Eduardo Magalhães e mobilizará 50% dos piscicultores da cidade. Serão 08 associações e cooperativas de agricultura familiar que participarão do evento com a expectativa de alcançar 12 mil visitantes.

    A programação do Festival e outras informações acesse nos links abaixo.


     A coordenação da segunda edição do Festival é de responsabilidade da chef Rosa Gonçalves, através da Escola de Culinária e Buffet, que leva o seu nome. Com formação pelo Senac - Bahia, onde atuou como instrutora de gastronomia na unidade do Pelourinho, em Salvador, ela atualmente realiza o projeto "Raízes Gastronômicas da Bahia", que tem o objetivo de pesquisar e divulgar a gastronomia do estado.

   Com know-how, a partir dos anos de pesquisa da gastronomia baiana, Rosa participou e realizou o I Festival Gastronômico da Costa do Dendê, em Valença (2013); XIII Festival da Tainha de Barra Grande, em Maraú (2014); I Festival "Feira do Vale do São Francisco", Juazeiro (2014); I Festival da Gastronomia e Cultura do Oeste da Bahia, em Luís Eduardo Magalhães (2014); I Festival de Gastronomia de São Francisco do Conde, em São Francisco do Conde (2014) e o I Festival Sabores de Itacaré, em Itacaré (2014).


    Conheça os Chefs do Festival:


Localização aproximada, calculada pelo Google Mapas.