CHEF EDY CABRAL

Edy Cabral vem de uma família de 12 irmãos, todos com o dom de cozinhar bem, mas ela não ligava para cozinhar. Hoje é Chef especializada em comida tailandesa, e isso começou quando...

    Aos 19 anos começou a trabalhar para uma família de veraneio, onde teve que aprender a cozinhar, mesmo com pouca experiência seus pratos eram muito elogiados, até um simples ovo frito. E neste emprego aprendeu a fazer almoços, jantares e coquetéis para os convidados da família, permaneceu por 12 anos neste trabalho.

    Com R$ 20,00 na mochila e com muita coragem, mudou-se para o Rio Grande do Sul para iniciar vida nova, após o fim de seu casamento. E na nova cidade teve que se virar para sobreviver, disposta a aceitar qualquer proposta de trabalho, conseguiu um emprego em um restaurante próximo onde estava hospedada. Começou lavando louça, após 8 meses começou trabalhar em outro restaurante na mesma função, mas sempre sendo prestativa onde trabalhava, ajudava os colegas de trabalho nas diversas funções, até que o responsável pelas saladas pediu demissão e então o chefe da cozinha propôs para Edy Cabral o trabalho na função de saladeira, foi quando começou a tomar gosto pela arte de cozinhar.

     De saladeira para auxiliar de cozinha em um restaurante oriental de culinária tailandesa e japonesa, depois de 4 anos passou trabalhar como chefe de cozinha. E foi nesta época que cursou gastronomia, que foi uma surpresa feita pelo o proprietário do restaurante, ao inscrevê-la no curso, "sou muito grata aos donos do restaurante", sempre grata ao restaurante Umai- Yoo em Caxias do Sul- RS, comenta Edy Cabral.

     E sempre com muita coragem, foi para São Paulo atrás dos seus sonhos que é mostrar o seu talento e o prazer em trabalhar com a culinária tailandesa, onde foi convidada para trabalhar em Boituva no restaurante THE-ONE.

    O portal Kardapion fez mais algumas perguntas para a Chef, veja abaixo seus comentários.

1-Há quanto tempo você está nesse ramo?

Cozinho há 20 anos, mas profissionalmente em restaurantes há 6 anos.

2-Quem mais te incentivou a seguir em frente com essa profissão?

A minha parceira Marcia Silveira, meus ex patrões Jamur Bettoni e João Carlo Ferreira mais conhecido como Jango.

3- Qual foi o prato mais simples e o mais sofisticado que preparou?

- O mais simples foi frango no forno temperado com alho e sal e coberto com maionese, feito no forno, arroz e batata no forno com sal grosso e alecrim.
- O mais sofisticado foi frutos do mar marinado no suco de laranja e flambado com licor de laranja e uma pitada de lima-pepe criado por mim no Umai - yoo, acompanhamento purê de mandioquinha feito com nata e arroz de jasmim.

4- Qual é o prato preparado por você que faz mais sucesso?

O prato que mais faz sucesso e o khao Pad Sapparod Gong.

5- Atualmente como funciona a sua rotina?

Bom, começo cedo na cozinha, pego no trabalho às 9 horas vejo toda produção que precisa ser feita deixo tudo em ordem até o restaurante abrir. Saio às 15: 00 volto às 18: 00 saio as 23: 00 dependendo do movimento do restaurante.
 

6- Qual o maior desafio para se tornar um chefe?

Se dedicar totalmente a sua profissão e não ter hora nem dia certo para marca algum passeio com amigos, viver estudando sempre e principalmente ter muito amor pelo que faz então, como eu sempre falo faça tudo que puder para ajudar todos na cozinha esteja sempre à disposição e lave muita louça, limpe chão, respeite todos que trabalharem com você, e engula muito sapo sem deixar que isso lhe tire o foco, se dedique muito.

7- Qual é um cheiro irresistível quando está preparando um prato?

O cheiro da pasta de pimenta que uso, adoro!

8- Se você fosse dar um prêmio a um chefe hoje para quem seria? Por quê?

Daria o prêmio ao meu professor e meu amigo Leandro Viegas ele é maravilhoso cozinha muuuito é professor de diversas culinárias.

10- Você pode passar uma receita para nossos leitores?

Vou passar a receita do Khao Pad Sapparod gong mais conhecido no Brasil como ( Rizotto wok gong no abacaxi)

Ingrediente:
1 abacaxi
180 gramas de arroz longo fino
150 gramas de camarão médio
15 gramas de castanha de caju
5 gramas de açafrão
5 gramas de carry em pó
15 ml de nampla ( molho de peixe tailandes)
1 fio de óleo meia concha de caldo de legumes
 
Modo de fazer:
Deixe o abacaxi inteiro só tire a parte de cima dele deitado, tire o miolo dele vá soltando com a faca corte e faça cubos com o abacaxi que você tirou de dentro, não precisa ser muito deixe o abacaxi oco para usar para servi o prato, então coloque o fio de óleo em uma wok (é uma panela muito usada pelos asiáticos ) mas pode ser feito em uma frigideira.
Coloque o camarão puxe ele, depois coloque a castanha o abacaxi em cubos e o arroz já cozido mexa e então coloque o açafrão o carry em pó a meia concha de caldo de legumes e por fim o nampla.
Sirva dentro do abacaxi que você deixou reservado e bom apetite.

Esse prato foi premiado em 2014 em Caxias do Sul pela Divina Cozinha e na época Edy Cabral era responsável pela cozinha e por todos os pratos principais da cozinha, isso é um pouco da Tailândia.

Edy Cabral, amante da culinária tailandesa, comenta que todos que provaram os seus pratos tailandeses tiveram a sensação de explosão de sabores.
A culinária tailandesa é rica em cores e sabores como se usa muitas frutas, legumes e temperos como a pimenta, cítricos o agridoce e o amargo todos na sua medida certa,  isso faz com que as pessoas tenham essa sensação, e quem prova eu garanto que vão querer provar sempre, comenta a Chef.

Contato

Quem tiver interesse de conhecer o trabalho da Chef, ela atua com consultoria em restaurantes orientais para agregar a culinária tailandesa, também cria cardápios com opção de culinária japonesa e a tailandesa.

Fan Page da Edy Cabral, Cozinheira Chef Especializada em Comida Japa-Thay
Cel: (15) 988009188 (watsapp)



Publicado em: 01/09/2015